contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

sexta-feira, 20 de julho de 2012

AMIGO?

Hoje é o dia do amigo.
É nesse dia que as redes sociais se enchem de mensagens que só aparecem uma vez por ano. Duas, porque no natal também acontece a mesma falsidade generalizada.
Sempre me questionei sobre o verdadeiro significado de um amigo na vida do outro.
Particularmente não me coloco como amiga de pessoa alguma e tão pouco rotulo quem quer se seja como meu amigo ou amiga.
Simplesmente por que apesar de o ser humano estar cada vez mais frio e cruel, ainda busca no outro atributos que não fazem parte do pacote "AMIZADE".
Por exemplo, uma pessoa depressiva acredita que para o outro demonstrar sua fiel e verdadeira amizade precisa estar o tempo todo ao seu lado e o servir sempre que desejar, como psicólogo, mãe, Deus...
Não me cabe esse papel, por tanto eu passo para quem desejar.
Cada um tem seu próprio problema na vida e luta para vencer, ao mesmo tempo em que vive em sociedade, confraterniza, ama o próximo, etc.
O fato é que ao rotular-se como amigo, automaticamente o outro espera de você coisas quase que sobrenaturais, coisas que na maioria das vezes ele mesmo não faz.
Obviamente sou 100% adepta do carinho e afeto entre as pessoas, de parceiros para conversar, rir, se divertir, encontrar vários pontos em comum, aquela pessoa que você sente-se a vontade para compartilhar alguns segredos pessoais... na minha opinião tudo isso caracteriza uma boa amizade.
Mas infelizmente o que vejo por aí são pessoas sugando as outras e dizendo que isso sim é amizade.
Também noto com que facilidade essas amizades se desfazem.
O sentimento que rege a amizade não deveria ser o amor?
Porém o amor que é apresentado na amizade sente inveja, ciúme, é mesquinho, egoísta e se vitimiza.
Um amor que muitas vezes se esvai por razões tolas.
É por essas e por outras que não me permito rotular-me como amiga.
Sinto-me livre para amar as pessoa, me dedicar enquanto puder, ouvi-las, compreendê-las, sem a obrigação de ter que agir assim mesmo quando não estiver em condições.
Minha fidelidade, presença, companheirismo, compreensão e resoluções em tempo integral com 100% de entrega, dedico a mim. Até por que, se não estiver bem comigo mesma não serei capaz de ajudar quem quer que seja. O amor precisa começar em nós.

REFLEXÃO DO DIA:
"Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão." 
(Provérbios 17:17) - http://www.bibliaonline.com.br/acf/pv/17
  • para entrar me contato com Solange Lima mande e-mail para "oblogdasolangelima@hotmail.com"

2 comentários:

  1. É, não considero uma revolta mas sim uma realidade constatada em meus 39 anos de vida. Como disse, não nego meu amor, companheirismo e atenção a quem meu coração sinalizar, você sabe disso. Mas quero ter o direito de poder me abster quando não estiver em condições de fazê-lo. É aí que mora o peso da tal amizade, as pessoas não respeitam isso e se vitimizam, por isso prefiro não assumir esse posto e nem colocar qualquer pessoa nele por que caracteriza-se automaticamente uma via de mão dupla.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário!
solangelimaproducoes@hotmail.com