Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 30, 2011

MINHAS PALAVRAS

Não sou escritora Não sou poeta Não sou refém das prosas e versos Falo da alma  Da minha alma. Sem compromisso, sem regras, sem pudores. Falo o que penso, o que sinto.  Solto as palavras misturadas entre sentimentos, reflexões e devaneios. Misturadas, como meu estado emocional no momento em que as coloco sobre o papel. Mexido, remexido, confuso, delirante. Não tenho compromisso com a literatura e tão pouco desejo tocar outros corações Apenas me expresso. Se tocar outras almas, aplausos para o poder das letras e a viagem que elas nos proporcionam Se não as tocar, alívio para minha alma que se derrama através das letras. De qualquer forma escrever é bom e me preenche.  Por tanto, sendo eu poeta, delirante ou apenas usuária das letras, não abrirei mão desse poderoso remédio para minha alma em nome apenas de uma qualificação que defina ou rotule minha arte que é pessoal e intransferível.
REFLEXÃO DO DIA: "Porque na muita sabedoria há muito enfado; e o que aumenta em conhecimento, aume…