contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

sábado, 25 de março de 2017

FILHOS DO FACEBOOK

Um diário chamado Facebook

Sou de uma época em que os filhos conversavam com os pais, os pais sabiam onde estavam, com quem estavam, que horas voltariam e nem precisava de celular para manter o "controle" e saber a todo instante se tava ou não chegando; o cabra chegava na hora e pronto. E não chegasse não pra ver só.
Hoje as pessoas quase não conversam, nem mesmo os pais e seus filhos. As vezes os pais tentam, mas o filho de hoje em dia em geral tem sempre a mesma resposta:"Ta tudo bem." 
Ou ainda: "Normal."
Como foi o seu dia filho? 
- Normal.
E como está indo lá na escola nova, tá gostando?
- Normal.
E a estrela que eu busquei lá céu para te dar, você gostou?
- Normal.
Mas nem tudo está perdido. Para os pais que se importam e gostariam de saber mais sobre seus rebentos, saber oque se passa no coraçãozinho deles, se sentir inserido no mundo deles, existe o diário do facebook, sem dúvida o maior lugar de exposição de vidas humanas do universo.
Através das postagens de seus filhos, dos compartilhamentos, memes e afins, da pra você fazer uma leitura clara do que ele pensa. 
As vezes nessas leituras há várias surpresas, ideias, pensamentos que você nunca imaginou que seu filho teria.
Há surpresas positivas e negativas, mas o mais interessante é ver o quanto eles tem facilidade de se expressar, se abir, se expor, se fazer transparente em uma rede social, mas não tem a mesma disposição para dialogar com você. Não é interessante?
O desenvolvimento da humanidade é um tema que me fascina. 
A forma de comunicação que vai mudando ao longo dos anos, os mecanismos e como o ser humano é adaptável, tudo isso me leva a sentar na pedra para observar e refletir. 
Só espero que os sentimentos de afeto, amor e carinho permaneçam reais, jamais tronem-se virtuais apenas.





Por Solange Lima

e-mail: solangelimaproducoes@hotmail.com
WhatsApp (13) 98129 3515

domingo, 26 de fevereiro de 2017

SIM, TAMANHO É DOCUMENTO

Qual o tamanho de nossa grandeza?


Gosto de pensar que quanto menor somos maiores ficamos. 
Vivemos em um mundo megalomaníaco, cheio de alter egos, insatisfações, frustrações, inveja, discórdia, exposições excessivas de uma felicidade cristalizada e um julgamento desenfreado, desmedido e hipócrita. 
Um professor meu costuma dizer que o ser humano é a experiência de Deus que não deu certo. Discordo, Deus fez o seu melhor, nos criou perfeitos, mas nos deu o livre arbítrio e isso nos tornou imperfeitos. 
Dentro de uma grandeza existe sempre um pequeno ego, que está ali só para sinalizar e garantir o respeito pelo amor próprio. Na grandeza não importa quem vence, importa lutar. É a grandeza que percebe o próximo apesar de si mesmo, e também é ela que distingue o pequeno do mesquinho.
Grandes atitudes, lugar de destaque, holofotes e condecorações não são sinônimos de grandeza. É como confundir pobreza, falta de instrução e cultura com humildade. Dentro da humildade pode haver riqueza, todos os tipos dela; bem como, cultura e o mais alto nível de instrução, de igual modo, o orgulho exacerbado e o ego inflado podem habitar na pobreza.
Feliz o homem que consegue ser pequeno independente de sua colocação social ou eclesiástica. Triste o homem que podendo ser grande escolhe ser exaltado. 
Aqueles a quem a sociedade amiúde classifica como grandes, são protagonistas de uma verdadeira hecatombe emocional. Verdadeiramente para notar um grande homem é preciso ser tão pequeno quanto ele.



Por Solange Lima 

e-mail: solangelimaproducoes@hotmail.com

WhatsApp (13) 98129 3515