contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

Sobre Solange Lima

Minha foto

Locutora Publicitária desde 1991. Blogueira de reflexões por paixão e Youtuber por conscientização. Amante incondicional da comunicação e da observação do ser humano. 

domingo, 5 de novembro de 2017

PESSOAS DE MENTIRA EM UM MUNDO DE VERDADE

QUEM EU SEREI HOJE? 

Vivemos hoje em mundo chato, onde o politicamente correto ultrapassa todos os limites do excesso. É um mundo que vive em uma grande dicotomia. Por um lado tudo é permitido, pode-se tudo oque não podia antes. 
Pode trocar de sexo, nome, pode expor crianças a cenas obscenas, e não há aqui uma crítica ou um posicionamento do contra ou a favor, é apenas uma relação do que antes não podia e agora pode, até porque tanto em relação a opção sexual do ser humano quanto a criação que os pais dão a seus filhos, sou totalmente neutra, cada um faça oque bem quiser de suas vidas porque a minha já é bem pesada para carregar. 
Seguindo a lista... pode desrespeitar professores em sala de aula, pode assassinar pessoas no trânsito e não ir preso, pode destituir presidentes do cargo com provas estapafúrdias, pode-se tudo. 
Por outro lado... o Neguinho da Beija Flor não pode mais ser chamado de neguinho (no caso é o pseudônimo dele há décadas), mas agora é uma ofensa, é preconceito, é politicamente incorreto. (muita preguiça disso).
A professora não pode pedir que o aluno saia do colo do outro na sala de aula porque é taxada de homofóbica, é ridicularizada, desrespeitada, exposta e agredida verbalmente, isso pode, de boa. Se ela tivesse solicitado para um casal heterossexual fazer o mesmo, porque venhamos e convenhamos, sala de aula não é lugar para "se pegar", aí seria tudo normal, tudo certo, mas como era um casal gay automaticamente ela foi rotulada de homofóbica e pagou caro por isso. 
Tudo é homofobia, uma brincadeira, uma piada, tudo é homofobia e consequentemente não pode. Se você ridicularizar um gordo, se agredir uma professora em sala de aula, se infringir uma lei tá tudo certo, não pega nada, mas se você fizer qualquer brincadeira, por mais inofensiva que seja com um homossexual(não bem resolvido), que quer impor sua condição sem critérios, sem argumentos, sem inteligência, aí meu amigo você está lascado.
Mais uma vez ressalto que minha intenção aqui não é ser contra a quaisquer pessoa, segmento, escolha e tão pouco julgar ou achincalhar. Mesmo porque a meu ver um homossexual não tem que impor nada, nem ter argumentos que convença quem quer que seja de que ele tem tanto direito quanto qualquer heterossexual, o simples fato de ele ser um ser humano já basta, tinha que viver normalmente, ser respeitado normalmente e ponto final.
A colocação aqui é bem clara, é pesar os excessos de um mundo em colapso onde os extremos são impostos a ferro e fogo. 
Pode-se tudo mas não pode-se nada. As pessoas, principalmente as públicas, precisam pensar mil vezes antes de expor qualquer opinião. A ultima avalanche do politicamente correto foi em relação a polêmica propaganda do papel higiênico preto, estrelado pela jovem atriz Marina Ruy Barbosa que teve que ir a público pedir desculpas por ter sido acusada de racismo. OI?????!!!!
Eu tenho cada vez mais preguiça de viver nesse mundo novo onde as pessoas são de mentira. 
Que o ser humano sempre viveu de aparências, sempre atuou na vida real isso não é novo, mas que tudo virou um grande exagero ao ponto de até suas  próprias verdades serem esquecidas em prol de uma aceitação vinda de ditadores de regras hipócritas, que não conseguem lidar com o próprio peso de suas redomas de vidro, isso é fato. 
Tá pesado, tá puxado, tá exaustivo, tá chato, tá falso, sem graça, sem sal, sem brilho, sem verdade, sem fundamento, sem propósito, sem amor. Tá um porre viver nesse novo formato.
A arte não é compreendida, mas nunca foi, só que agora a politiques a observa com lente de aumento e destila seu veneno de uma dita sensatez em nome da moral e dos bons costumes que já perderam o sentido faz tempo. 
As opiniões sempre foram dadas, só que não se valia do sincericídio, tão pouco do poder de proliferação adquirido pelas redes sociais. Antes, dava-se a cara a tapa, sustentava-se o posicionamento, hoje esconde-se atrás de um computador. 
É um mundo de vidro, com pessoas de bolhas vivendo realidades destorcidas com regras enfadonhas, excessivas e hipócritas. O ultimo que sair por favor apague a luz porque o Armagedom já começou. 
E não me venha com mi mi mi, se a carapuça serviu veste e arrasa. 


Beijo, não me liga.




Por Solange Lima  - Famosa quem

e-mail: solangelimaproducoes@hotmail.com
WhatsApp (13) 98129 3515

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário!
solangelimaproducoes@hotmail.com