contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

CRIANÇA ROUBADA


Aproximando-se o dia das crianças, todo mundo entrando na brincadeira de mudar a foto do perfil do facebook, isso me levou a pensar em como era ser criança nos anos 70, 80 e 90. Era mais ou menos assim:
Não tínhamos nada, mas tínhamos absolutamente tudo.
Os pais eram mais presentes, por que não havia essa necessidade desenfreada de trabalhar quase que 24 horas por dia para manter um padrão de vida no mínimo digno, entenda-se por digno, ter celular, smartphone, notebook, tv a cabo, carro, internet, etc
Ser criança era brincar na rua, de esconde-esconde, pega-pega, rouba bandeira, taco, corrida, lenço atrás, saquinho de arroz, bolinha de gude, boca de forno, elástico, gosta deste, ciranda, bola, queimada, sempre ao ar livre, eramos livres, os bandidos é que viviam presos.
Nossa criatividade era estimulada constantemente, desenvolvíamos nossos próprios brinquedos, uma folha de caderno virava um teclado de máquina de escrever(hoje substituída pelo computador), uma caixa de sabão em pó virava um guarda roupa de bonecas, uma caixa de leite virava uma boneca, e por aí em diante.
bolinha de gude

Criança podia ira à padaria, com apenas 5, 6 anos, ela voltava intacta e com os pães.
Criança podia assistir televisão sem que os pais precisassem se preocupar com o que estavam assistindo.
Criança brincava de boneca e não de fazer filhos.
Criança encantava com sua beleza natural, não era necessário usar subterfúgios como maquiagens, coisa que era só para adultos.
Criança respeitava os pais e os mais velhos.
Criança amava os professores, os chamavam de tio, tia, davam carinho, respeitavam, os admiravam.
Nessa mesma época, era comum as meninas sonharem em serem professoras, hoje elas sonham em serem MC, famosas e até periguetes. Professor virou profissão de risco.
Os meninos sonhavam em seguir os passos do pai, hoje querem ser jogador de futebol, artista e pegar muita mulher, que por sua vez, tornaram-se objetos de uso fácil.
Criança era inocente, pura, verdadeira.
Hoje começam a serem corrompidas bem cedo, e aos 3, 4 anos já dançam sensualmente até o chão.
E se não bastasse tudo isso, ainda são vítimas de pedófilos, cada vez mais na moda, devido a estímulos diários da mídia e das vestes desenvolvidas para mulheres e usadas em crianças. 
São vítimas de pais preocupados em ganhar dinheiro para sobreviver em um mundo capitalista, esquecendo-se que sua maior riqueza está, ou pelo menos deveria estar, em sua casa. 
Carente de amor, afeto, carinho e de um olhar mais responsável daqueles que foram designados para zelar pelo bem estar físico e emocional delas.

Criança, até o fim do mundo ainda existirá alguma?
Ou teremos um mundo cheio de adultos precoces, fazendo mais caquinhas dos que os adultos de hoje fazem?

Nesse dia 12 de outubro e nos demais, dê amor à sua criança e repeite o tempo dela, não a transforme em adolescente ou adulto antes da hora. Lembre-se, tudo tem o seu tempo.

REFLEXÃO DO DIA:
"Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele. - (Provérbios 22:6)

Obrigada por sua visita!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário!
solangelimaproducoes@hotmail.com