contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

LUTA INJUSTA

Lutar contra a própria essência.
Não há luta mais injusta, árdua e exaustiva do que essa.
Principalmente quando você gosta da sua essência mas precisa alterá-la para se adaptar ao meio, para sobreviver sem que tenha que se arrastar ou sangrar com feridas abertas e expostas.
Parece que a cada ano o mundo fica um tanto mais cruel, frio, insensível, fútil, desumano e impiedoso com quem não se adapta ao sistema e vive em seu mundo particular.
Quem nunca se sentiu sem lugar no mundo?
É preciso muita raça, garra, auto confiança, amor próprio, perseverança e determinação para ser exatamente como é, sem adulterar sua origem.
Ninguém te obriga a mudar, a própria vida se encarrega disso.
A cada rasteira que você leva, a cada decepção, a cada ferida feita e cada sangramento novo em cima dessa ferida, você vai se adaptando, descobrindo formas de se proteger, de não sofrer, de se defender e quando se dá conta, já não é mais metade do que era.
Eu amo minha essência e sinto dores de parto ao ter que me separar dela para não ser engolida viva e manter minhas emoções minimamente saudáveis. 
É uma luta constante e desumana. 
Por vezes minha essência ganha, deixou-a gritar, quebro a barreira do silêncio, mas isso me custa noites de sono perdidas, lágrimas derramadas e mais uma conversa com Deus sobre o infindável tema:
O que estou fazendo aqui se nem mesmo posso ser quem eu sou?
Não sei quanto a você, mas eu adoraria poder amar intensamente, me doar, cuidar, proteger, admirar e me dedicar à pessoa que meu coração escolher, sem ter que me preocupar em proteger-me contra o egoísmo do outro, sem me sentir uma idiota, ingênua, sem me expor à magoas e feridas causadas por não ter meu amor valorizado e recebido de coração aberto.
Por que no mundo de hoje, nem mesmo na sinceridade do amor as pessoas acreditam, e te ferem antes de serem feridas.
Preciso ser quem não sou, tenho que escolher entre ser machucada ou me violentar.
É uma luta injusta assim como quase tudo nessa vida.
Enquanto viver vou me perguntar: O QUE ESTOU FAZENDO AQUI?

REFLEXÃO DO DIA:
"Pois, quem sabe o que é bom nesta vida para o homem, por todos os dias da sua vida de vaidade, os quais gasta como sombra? Quem declarará ao homem o que será depois dele debaixo do sol?" 
(Eclesiastes 6:12) - http://www.bibliaonline.com.br/acf/ec/6
  • para entrar me contato com Solange Lima mande e-mail para "oblogdasolangelima@hotmail.com"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário!
solangelimaproducoes@hotmail.com