contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

CONVENÇÕES DO AMOR

Dentro de todo desequilíbrio mora um tanto de felicidade, ou quem sabe ela inteira.
Se o amor pudesse ser explicado, haveria uma infinidade de almas enamoradas rotuladas como insensatas.
Quanto mais opostas mais se atraem as almas.
Qual será a razão?
Talvez a resposta esteja no equilíbrio. 
No fundo todo ser humano busca um equilíbrio. 
Sabidamente somos metade do bem, metade do mal.
Dentro de cada um de nós existe um caráter positivo e um negativo.
Por inúmeras razões, uns pontuam o seu melhor lado e outros o pior.
No entanto gostaríamos mesmo é de alcançarmos o meio termo.
Nem tão marionetes entregues a extrema bondade que invariavelmente nos deixa em uma posição vulnerável e desprotegida, nem tão extremistas ao ponto de nos tornarmos indesejáveis e amargos.
Quando convivemos com uma pessoa que de certa forma nos incomoda, muito provavelmente estamos repudiando, desaprovando a metade que sucumbimos dentro de nós.
O homem não gosta de se observar, de se ver do lado de fora.
Mas o amor parece flertar com a insanidade e caprichosamente nos coloca de frente com nosso lado mais repudiado confundindo nossa mente, nos levando a amar algo que lutamos para desprezar.
Difícil é enamorar-se de nós mesmos, digo, de nossa melhor parte, da parte que alimentamos para vivermos em sociedade.
No fundo, sabemos que se fossemos como nossa alma é de fato, seríamos mais completos, mais satisfeitos, menos infelizes.
O amor então não parece mais tão insensato assim, afinal coloca diante de nós quem sempre quisemos ser.
Sendo assim, é loucura brigar, lutar contra os sentimentos que na verdade estão aí para nos equilibrar.
Aplaudo a loucura consciente e exalto a convenção do amor.
Sentimentos e relacionamentos convencionais andam de mãos dadas com a infelicidade e o equilíbrio equivocado. Sou mais minha insensatez adestrada, que visita minha razão mas sempre reflete sobre seus conselhos antes de agir, de tomar decisões e não reluta em seguir suas próprias vontades.

REFLEXÃO DO DIA:
"Porque na muita sabedoria há muito enfado; e o que aumenta em conhecimento, aumenta em dor." 
(Eclesiastes 1:18) - http://www.bibliaonline.com.br/acf/ec/1
  • para entrar me contato com Solange Lima mande e-mail para "oblogdasolangelima@hotmail.com"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário!
solangelimaproducoes@hotmail.com