contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

segunda-feira, 2 de abril de 2012

FREUD EXPLICA

Porque será que o ser humano em geral, precisa primeiro perder o que tem para só então se dar conta de que gostava e até precisava daquilo, ou daquela pessoa que perdeu?
Deve haver uma explicação Freudiana para isso.
O ser humano tem a tendência a desprezar, esnobar quem o valoriza, quem o ama.
Nos acomodamos naquela zona de conforto, de onde imaginamos que nunca sairemos. 
Pensamos que a pessoa tão devotada a nós jamais nos deixará e por tanto, podemos despejar todas as nossas frustrações, raivas, irritação, impaciência e indelicadeza sobre ela.
Usamos as pessoas que nos amam como válvula de escape.
E como tudo na vida precisa ser difícil ou não damos o devido valor, acabamos não dando valor também as pessoas que se doam tão desprendida e despretensiosamente à nós.
Até o dia em que algo acontece e nosso anjo da guarda de carne e osso decide sair de nosso caminho, desiste de ser saco de pancadas e só então percebemos a sua presença, ou a falta dela.
A vida poderia ser muito mais fácil, muito menos dolorida, mais prazerosa.
Mas parece que temos a necessidade incontrolável de complicar tudo, de tornar tudo muito mais demorado, difícil, dolorido e exaustivo. 
Temos que comer o tal fruto proibido, não basta um jardim inteiro à nossa disposição.
A grama do vizinho também é sempre mais verde que a nossa.
Me pergunto: Esse comportamento humano é item de fábrica ou houve uma contaminação geral que alterou o modelo original e foi se expandindo até os dias de hoje?
Seja como for, olhe ao seu redor e procure valorizar o que tem, quem tem. Não precisa andar de joelhos sendo grato pelo amor que recebe, mas pelo menos respeite esse amor sendo minimamente gentil.
Depois que perder, não tem como dar uma de Chaves e querer pagar tudo em um montão no final do ano.
O que é para ser feito hoje perde a validade amanhã.

REFLEXÃO DO DIA:
"Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor." 
(1 Pedro 1:24) - http://www.bibliaonline.com.br/acf/1pe/1
  • para entrar me contato com Solange Lima mande e-mail para "oblogdasolangelima@hotmail.com"

Um comentário:

  1. A Grama do vizinho sempre é mais verde...Porém, é sintética....

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário!
solangelimaproducoes@hotmail.com