contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

domingo, 18 de março de 2012

O LIMITE DA RAZÃO

Tem situações na vida que parecem bem mais bonitas e corretas quando são apenas ditas. 
Na hora de vivê-las a coisa toda muda.
Já diz o ditado: "SE CONSELHO FOSSE BOM NÃO SE DAVA - VENDIA-SE."
É a mais pura verdade. Pelo simples fato de que o que é bom para mim pode não ser para você.
Pelo fato de que não existe a verdade, o certo ou o errado. As coisas são como são, como se desenham, como devem ser e como você as sente, as percebe.
Disse o pensador: "Não se preocupe em tomar a decisão certa, ela não existe."(Fernão Capelo Gaivota)
Um clássico exemplo de situações ou decisões que parecem bem mais bonitas e suaves quando apenas pensadas ou filosofadas são as do coração. 
A razão diz: Essa pessoa não é a ideal para você, não está dentro dos seus padrões, não lhe oferece o que deseja, já te feriu, te decepcionou. Os conselheiros reforçam aquilo que sua razão grita e você entende e compreende cada conselho, decide segui-los mas quando chega nesse exato momento, seu coração sem dizer uma unica palavra te convence que apesar de parecer correta ou mais sensata,  a tal decisão é altamente prejudicial ao seu bem estar, sua felicidade e seu prazer em viver.
O que fazer?
Ignorar o que sente com a dor do silêncio de seu coração e agir racionalmente ou dar voz a ele e viver intensamente o que a vida colocou na sua frente?
Esgotar possibilidades ou levar dívidas emocionais para o futuro?
As vezes o mundo inteiro te olha e vê alguém que parece estar cego diante de determinada situação por optar vivê-la da forma que ela se apresenta. Desprendendo-se do orgulho, dos medos, das regras gerais.
Mas o mundo inteiro não está exatamente onde você está e tão pouco sente com o seu coração.
Geramos nossos próprios sofrimentos quando tínhamos a opção de aprender com a insensatez de nosso coração.
Ouça sua razão, mas considere que ela sabe tanto quanto você e vê a vida como um jogo onde as peças devem ser escolhidas cuidadosamente, não há lugar para erros.
Não fosse o nosso coração insensato e nunca aprenderíamos nada.
Afinal, a razão só toma decisões assertivas.
E sabidamente só aprendemos com nossos erros.
Não há crescimento sem dores. 
Não há como se amar, se conhecer, se respeitar sem antes deixar o coração viver tudo o que ele deseja viver com a pessoa que sua razão disse para passar longe.
No final pode até ser que doa, mas certamente também terá havido um crescimento e a dor será menor do que viver imaginando como teria sido.
A vida é mais simples do que a tornamos.
Use sua razão, mas que o limite dela seja a sua plena felicidade.

REFLEXÃO DO DIA:
"O que canta canções para o coração aflito é como aquele que despe a roupa num dia de frio, ou como o vinagre sobre salitre." 
(Provérbios 25:20) - http://www.bibliaonline.com.br/acf/pv/25
  • para entrar me contato com Solange Lima mande e-mail para "oblogdasolangelima@hotmail.com"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário!
solangelimaproducoes@hotmail.com