contato

A liberdade da solidão é a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.(Khalil Gibran)



Whatsapp - (13) 98129 3515

O blog da Solange Lima Headline Animator

traduza este blog para o seu idioma

segunda-feira, 3 de maio de 2010

TRABALHAR EM CASA

Trabalhar em casa tem prós e contras como tudo na vida.
Tem o lado bom que é você poder fazer o seu próprio horário, dar uma parada para reabastecer as baterias, atender um telefonema, arrumar filhos para mandar para a escola, fiscalizar a lição de casa deles e até mesmo tirar uns minutos para um cochilo de vez em quando.
Sem contar o fato de não precisar enfrentar trânsito, ônibus cheio, patrão atacado, puxação de tapete, gastos com roupas e sapatos para estar sempre apresentável no local de trabalho, ter que correr atrás de um atestado médico quando acorda com uma indisposição e precisa ficar de repouso em casa, etc.
É como um grito de liberdade.
Por outro lado, vejamos...
No final do ano todo mundo recebe décimo terceiro e você não.
Todo mundo tira férias e você não. 
Pode até tirar mas não haverá ninguém para ficar no seu lugar e quando voltar não terá dinheiro e nem clientes, já que quando precisaram de você, estava de férias.
Ninguém acredita que você trabalha.
Quando eu falo que trabalho em casa já me olham com aquela cara onde quase consigo ver um balãozinho dizendo: Encostada, não faz nada da vida.
Quando te convidam para ir a algum lugar e você diz que não pode ir porque estará trabalhando, te perguntam na hora: Ué, mas você não trabalha em casa!? 
Se você ficar doente e quiser comer e pagar as contas, precisa trabalhar assim mesmo.
O trabalho dobra no caso de você ser mulher e ter filhos, maridos, casa para limpar... af!
Por que as coisas acabam se misturando.
Enquanto fala com um cliente ao telefone, penteia o cabelo da filha, gesticula quase usando a linguagem dos sinais falando para o outro comer toda a comida, sai correndo para levar à escola, come de frente para o pc e por aí vai.
Tem ainda a campainha, o telefone, os vizinhos fazendo barulho, tudo junto e misturado.
Você assobia e chupa cana ao mesmo tempo, mas ainda assim é chamado de vagal.
Porém, a julgar por meus últimos patrões, não troco o meu trabalho em casa por nada nesta vida.
Quanto aos que acham que sou vagal, fico sossegada porque nunca pedi para nenhum deles pagarem minhas contas ou me darem de comer, graças a Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário!
solangelimaproducoes@hotmail.com