Pular para o conteúdo principal

O MEU TEU

Integridade de Caráter

O quanto de você é seu?
Em cada "Meu" há um "Teu"
A verdade é que lutamos constantemente pelo direito de sermos quem quisermos ser, mas estamos sempre diante de um espelho tentando refletir quem idealizamos ser.
Idealizamos porque comparamos e quando comparamos, geralmente nos sentimos aquém, queremos mais, queremos ser quem não somos mesmo empunhando a bandeira do "me deixe ser quem eu quero ser." O que realmente em você é seu? Quanto do outro há em você? Somos moldados pelos nossos pais que se esmeram em criar uma versão melhorada deles, nem sempre conseguem, na maioria das vezes fracassam, e surge um ser humano adoecido em sua alma, lutando para saber quem é enquanto tenta ser. 
Somos fragmentos, reflexos, borrões. 
Deus nos criou à Sua imagem e semelhança para sermos inteiros, completos, íntegros. Mas nos perdermos no caminho, afundamos em nossa ânsia por sermos; e o ego nos engoliu de tal forma, que somos incapazes de nos contentarmos em refletir a imagem de Deus. 
Queremos mais, queremos nossa própria imagem, queremos ser refletidos, reverenciados, honrados, queremos o fruto.
Somos tão "eu" que não suportamos ver alguém refletir outra imagem, diferente da nossa. Nos causa desconforto, inveja, mágoa, ira, depressão, baixa autaestima, soberba, egoísmo... frutos de uma semente doente, semeada no ego.
Seremos saudáveis quando entendermos que nunca foi sobre nós. Sempre foi e sempre será sobre Deus. Fomos criados para refletí-lo, pertencemos a Ele. 
Você será íntegro quando o seu "eu" for um "Nós". 
Para que todos sejam um, como Tu, ó Pai, o És em Mim, e Eu em Ti; que também eles sejam um em nós.  João 17:21


Por 
Solange Lima 


e-mail: solangelimaproducoes@hotmail.com
(13) 98129-3515

Comentários

Postagens mais lidas

LAGARTIXAS(o monstro do pântano) - COMO VENCER O MEDO

No ano passado descobri que era uma pessoa normal. Achava que o medo descabido que tenho por lagartixas faziam de mim alguém com probleminhas, mas após postar aqui no blog sobre a minha fobia por esse ser abominável, encontrei muitas aliadas e fiquei tranquila em relação a minha sanidade. Não fazia idéia de que havia tanta gente no mundo com medo de lagartixa, medo não, pânico, pavor, fobia. O que mais me irrita é ouvir as pessoas "corajosas" dizerem que é um bichinho inofensivo, que não faz nada de mais, está ali pra limpar a casa, blá, blá, blá. Fala sério! Medo é medo, não tem explicação. Tem que respeitar o medo da pessoinha, tadinha. Me sentia incompreendida e sozinha no mundo, a mercê dessas zoíudas enxeridas que insistem em enfeitar as paredes da minha casa, até que descobri amiguinhas que compartilham da mesma fobia que eu. Recebi vários e-mails pedindo dicas de como se livrar dessas infelizes e como vencer o medo. Bem, se livrar de vez acho que nã

PRA DEBAIXO DO TAPETE

Passamos a vida jogando muitas coisas pra de baixo do tapete. Um amor mal resolvido, um fracasso profissional, uma desilusão amorosa, uma insatisfação pessoal... Tudo aquilo que temos medo de mexer, jogamos pra debaixo do tapete. É uma forma de nos enganarmos. Lá, debaixo do tapete é como se aquilo tivesse sido resolvido, ou não nos incomoda mais. Deixamos ali e não tocamos mais no assunto. Aparentemente parece que tudo foi de fato esquecido, mas chega um determinado momento na vida em que a sujeira acumulada de baixo do tapete começa a escorregar pra fora, quando menos percebemos tropeçamos nela, que parece nos cobrar o tempo em que a deixamos ali, sem voz, aprisionada. Mexer nessa sujeira é relembrar coisas doloridas, é perceber que nada foi resolvido e o tempo não curou as feridas, talvez as tenha infeccionado ainda mais. Teriam sido curadas se tivessem sido tratadas, mas ao invés disso, foram abafadas. Encorajo você que lê esse artigo, a levantar esse tapete e varrer a sujeira para